Artigos sobre fãs na Intercom 2012

Este ano, foram selecionados na Intercom os seguintes trabalhos envolvendo pesquisa sobre fãs (é só clicar no título para acessar o pdf):

Estudo sobre Fãs de Telenovela Brasileira e sua representação modelar em “Cheias de  charme”  – Silvia TORREGLOSSA e Adriano Miranda Vasconcellos de JESUS

Mediadores de Ficção Seriada Televisiva: O Universo dos Fãs no Circuito de  Produção, Apropriação e Construção de Significado  – Mariana FLORITO

 Novas formas de comunicação sonora na cultura da convergência: os podcasts produzidos por fãs na narrativa transmídia  – Adriana Corrêa Silva PORTO

A criação de comunidades online de fãs: um estudo da série britânica “Doctor Who”  – Thaís de Auxílio

 Haters gonna hate: como funciona o sistema de disputas entre fãs e antifãs da banda Restart  - Camila Franco Monteiro

A Majestade do Fandom: a Cultura e a Identidade dos Fãs  – Andressa SOUZA e Helena MARTINS

31 July 2012 ·

Trabalhos sobre fãs na Intercom 2011

A Intercom deste ano está com um volume significante de estudos sobre fãs, em diferentes Grupos de Pesquisa, mostrando como fandoms estão sendo abordados de formas variadas.

Confira a seguir as informações de cada trabalho:

XI ENCONTRO DOS GRUPOS DE PESQUISA DA INTERCOM

Cultura participativa e lógica das relações de produção colaborativa: fandons, fanfics e fan films 

Andréa Ferraz Fernandez (UFMT)

Na sociedade contemporânea, onde a informação e o conhecimento são ao mesmo tempo bem e recurso e na qual a convergência tecnológica impõe sérios desafios aos conceitos vigentes sobre construção do conhecimento, produção colaborativa e interação social, vê-se necessária a apresentação de um estudo que seja capaz de oferecer luzes sobre as atuais características das formas de interação entre as pessoas e formas de produção, com fins econômicos ou não, caracterizadas pelo avanço inexorável das tecnologias digitais da informação e da comunicação. Para colaborar com a discussão esse artigo discute a cultura participativa e os processos colaborativos e apresenta alguns apontamentos sobre a criação artística colaborativa e a estética relacional de filmes produzidos por fãs e postados na Internet. (DIA 4 | 14h30 - 18h |Local: Bloco G4 |Sala 306)

O potencial da cultura de nichos: um olhar sobre o fandom  

Flávia Gonçalves de Moura Estevão (UFPE)

A performance da esfera digital trouxe, ao cenário da mídia tradicional, a necessidade de transição e adaptação a novos fluxos de socialização e comunicação, sintonizados com a convergência tecnológica e midiática. A televisão, com a audiência fragmentada pela diversificação de canais midiáticos e desenvolvendo uma cultura de consumo mais seletiva e participativa, pluraliza seus produtos e traz à tona uma cultura de nichos para o maior alcance de públicos. Este trabalho pretende ressaltar a importância do fandom – comunidade/cultura de fãs- , enquanto integrante deste mercado de nichos, que potencializa-se como oportunidade de fidelização da audiência televisiva, além de estabelecer-se como fluxo promocional, à medida que apresenta mobilizações em torno do laço afetivo com a narrativa da TV. (DIA 4 | 16h - 18h | Local: Bloco G4 | Sala 002)

Jornalismo cultural e o fandom  

Cristiane Henriques Costa (UFRJ), Diana Damasceno (UFRJ)

Pensar a reformatação do jornalismo cultural tendo por base um conceito de cultura expandida pelas mídias digitais. Com a democratização das ferramentas de comunicação, o papel do jornalismo e da crítica cultural tradicionalmente ocupado pela imprensa vem sendo fragilizado pela emergência de novas formas de produção, distribuição, divulgação, comercialização e viabilização econômica. Gatekeeper por excelência, o crítico perde seu reinado para o fandom, o domínio dos fãs. (DIA 5 |16h - 18h | Local: Bloco G4 | Sala 607)

Desvelando a trama das conversações: ferramentas para monitorar o conteúdo gerado por fãs de telenovela nas redes sociais - Twitter, YouTube e Facebook

Claudia Pontes Freire (ECA/USP)

O uso e a convergência de métodos e técnicas de coletas de dados da pesquisa em comunicação para o monitoramento de conteúdo gerado por fãs de telenovela nas redes sociais. Metodologia: abordagem qualitativa em amostra intencional de ferramentas para o monitoramento no Twitter, Facebook e YouTube. Os resultados apontam para limitações de uso de cada uma das ferramentas, a saber: Research.ly, Tweetstats para pesquisa no Twitter; Booshaka e Scup para pesquisa no Facebook e YouTube, indicando que ao mesmo tempo em que a pesquisa qualitativa é privilegiada através do uso de técnica como etnográficas; as ferramentas de monitoramento privilegiam o desenvolvimento de uma abordagem quantitativa que aliada à técnica de análise de conteúdo para a classificação do material coletado na internet, facilita a interpretação por parte dos pesquisadores. (DIA 6 | 14h - 17h | Local: Bloco G4 | Sala 604)

VI INTERCOM JÚNIOR – SESSÃO DE APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

O fã como mídia: como os fãs do seriado How I Met Your Mother utilizam o Buzz Marketing em comunidades virtuais do Orkut Saulo Machado de LIMA (Universidade Federal do Ceará) (4 de setembro | 14h – 17h | BLOCO B - SALA 503)

Os fãs e os Doramas: a cultura participativa no processo de difusão e colaboração no ciberespaço Andreza Jackson de VASCONCELOS (Universidade Federal do Pará) (4 de setembro  | 9h - 12h | BLOCO B - SALA 503 )

Alguns outros trabalhos correlacionados aos dos fandoms:

“Supernatural”: uma análise do público como personagem na construção da narrativa transmídia

Sarah Moralejo da Costa(UNESP)

Em um contexto de convergência midiática, os produtos culturais caminham para uma tendência de influência mútua entre o âmbito da produção e do público: narrativas transmidiáticas buscam gerar um capital afetivo junto a sua audiência para incentivar o consumo do produto cultural, enquanto os consumidores se apropriam de informações desses produtos, gerando mais produção. Este artigo toma a série televisiva “Supernatural” como objeto para analisar iniciativas de aproximação entre o âmbito da produção e do público em suas diversas narrativas, sob a luz da convergência. (DIA 4 | 14h30 - 18h | Local: Bloco G4 | Sala 306)

As interações da Apple pelos geeks de “The Big Bang Theory”: uma análise do product placement da marca  

Rafael Jose Bona (FURB)

A tradicional indústria publicitária audiovisual vem perdendo forças e precisando inovar na maneira de comunicar-se com público que está cada vez mais apto a “escapar” dos intervalos comerciais devido a interação do consumidor com os meios de comunicação e as diferentes plataformas midiáticas. Uma das alternativas das marcas e redes de TV, mediante a estas mudanças, vem sendo a utilização de Product Placement em suas estratégias de comunicação. Nesta pesquisa analisouse a maneira como a marca Apple intermediou sua imagem dentro da sitcom The Big Bang Theory . Considera-se que a Apple procurou durante todos os episódios ligar sua imagem às personagens, que estão incluídas num dos estilos de vida mais populares do momento: o geek. Presente em uma sitcom que trabalha em diversas plataformas midiáticas, a Apple conseguiu, por meio disso grande visibilidade e interação na narrativa. (DIA 4 | 16h - 18h | Local: Bloco G4 | Sala 601 )

A resenha on-line no site Omelete: entre narrativas digitais e o público

João Batista Firmino Júnior (UFPB), Olga Maria Tavares da Silva (UFPB)

O artigo trata de como a resenha on-line, do site de entretenimento Omelete, muda a forma como o receptor interage com o produto cultural a ser consumido. Esse nosso fenômeno ocorre por meio de fragmentos de narrativas originais, com a enunciação de produtos culturais, tais como jogos eletrônicos, histórias em quadrinhos e filmes, através da intermediação de aspectos diferentes em uma mesma página onde convergem meios audiovisuais, intratextuais e intertextuais. Compõe-se, assim, um primeiro passo para entender como o público está podendo participar de algo e fazer sua própria avaliação da narrativa do produto original, discutindo-a com outros interagentes em um sistema de comentários próprio. (DIA 5 | 14h30 - 18h | Local: Bloco G4 | Sala 305)

Cultura pop: juventude, consumo e pós-modernidade  

Quise Gonçalves Brito (UFMT), Yuji Gushiken (UFMT)

A cultura pop, termo de uso corrente nos dias atuais, mas ainda carente de tratamento analítico no âmbito teórico, pode ser entendida, genericamente, com um fenômeno contemporâneo relacionado à produção, circulação e consumo de bens culturais. Nesta perspectiva, assume-se que ela está intimamente relacionada com as mídias, com a juventude enquanto categoria social, com o novo papel desempenhado pelas indústrias culturais na atualidade e com o fenômeno de mundialização da cultura, associado a uma condição pós-moderna. Este artigo tem como objetivo realizar uma reflexão sobre o conceito de cultura pop e a partir daí estabelecer conexões com os temas acima propostos. (DIA 5 | 14h - 18h | Local: Bloco G | Sala 509)

Nerds Que Riem de Si Mesmos: Representações de um Estereótipo Através de Tiras Cômicas na Web  

Lucio Luiz Corrêa da Silva (Unesa)

De um estereótipo altamente pejorativo para uma expressão que, embora ainda não totalmente desprovida de preconceitos, dá sinais de uma melhor aceitação pela sociedade, os nerds vêm ganhando cada vez mais espaço na indústria cultural. As tiras cômicas, especialmente as publicadas na internet, permitem uma análise de como esse estereótipo é interpretado pelas pessoas que nele estão inseridas. Essa pesquisa analisa quatro tiras cômicas ligadas ao “universo nerd”, buscando entender como essa autoimagem é desenvolvida num contexto humorístico, desconstruindo um conceito originalmente negativo com o uso do “rir de si mesmo”. O objetivo principal é indicar caminhos que permitam estudos sobre a forma como as tiras cômicas representam e desconstroem estereótipos. (DIA 6| 10h - 12h | Local: Bloco G | Sala 808)

O Congresso acontece em Recife, na Universidade Católica de Pernambuco, entre os dias 2 e 6 de setembro.

Esses e os demais trabalhos podem ser visto no livro da Intercom, clicando aqui.

16 August 2011 ·

Call for Papers 2nd Global Conference Urban Popcultures

A Cultura Pop está definitivamente na agenda dos eventos acadêmicos. Vejam a chamada que recebi através do colega Fábio Fernandes (@fabiofernandes). Para informações mais completas, acessar:

www.inter-disciplinary.net/critical-issues/cyber/urban-popcultures/call-for-papers/

urban pop cultures cfp

2nd Global Conference - Urban Popcultures

Friday 9th March- Sunday 11th March 2012

Prague, Czech Republic

Call for Papers:

This inter- and multi-disciplinary conference aims to examine, explore and critically engage with issues related to urban life. The project will promote the ongoing analysis of the varied creative trends and alternative cultural movements that comprise urban popultures and subcultures. In particular the conference will encourage equally theoretical and practical debates which surround the cultural and political contexts within which alternative urban subcultures are flourishing.

Papers, reports, work-in-progress, workshops and pre-formed panels are invited on issues related to any of the following themes:

1. Popular, Alternative, and Underground Music Cultures
Alternative and Underground Dance, Electronica, Hip Hop, Gothic, Punk and Post-Rock Scenes. Local, Regional, and Global Scenes. The Mass-Appropriation of Underground Music. Independent Music Cultures. Popular Music Theory.

2. Subcultures, Communities, and Codes
Underground and Alternative Ideologies and Lifestyles. Issues of Gender, Sexuality, and Identity. The Avantgarde and Urban Codes. Urban Religion and Religious Expressions. D.I.Y.

3. Theories and Critical Studies of Popular Culture
Histories, Representations, and Discourses on Independent Scenes. The Frankfurt School. The Visual Turn. Urban Intertextualities and Intermedialities. Cultural Appropriations. Postmodernity and Beyond.

4. Popular and Subversive Expressions in Fashion, Art, Film, and Literature
Urban and Contemporary Life and Themes Considered in Music, Literature, Art and Film. Urban Fashion, Style, and Branding. Pop Art. Graffiti. Low vs. High Culture.

5. The City as Creative Subject/Object
Virtual Urbanity – Online Communities and the Impact of Social Networking. Urban Identity and Membership. Globalization/Localization of Urban Experience. Recent trends in Copyright/Copyleft. The Role of Internet in the Transformation of Music Industry. The Impact of User-generated Content.

6. Conflict, Popular Revolt, and Politics
Music and Politics. Race and Music Styles. Music Revolutions. Generational Conflicts. Class Divisions. Ageing Music Fans and Cross-generational Cool. New Schools vs. Old Schools.

7. Popular Culture Online and in Massmedia
The Visual Aspects of Urban Entertainment. The Evolution of Music and Thematic Television. Media Structure of Music Video. Explicit TV and Censorship.

300 word abstracts should be submitted by Friday 30th September 2011. All submissions are minimally double blind peer reviewed where appropriate. If an abstract is accepted for the conference, a full draft paper should be submitted by Friday 27th January 2012. Abstracts should be submitted simultaneously to the Organising Chairs; abstracts may be in Word, WordPerfect, or RTF formats with the following information and in this order:

a) author(s), b) affiliation, c) email address, d) title of abstract, e) body of abstract

Please use plain text (Times Roman 12) and abstain from using footnotes and any special formatting, characters or emphasis (such as bold, italics or underline). We acknowledge receipt and answer to all paper proposals submitted. If you do not receive a reply from us in a week you should assume we did not receive your proposal; it might be lost in cyberspace! We suggest, then, to look for an alternative electronic route or resend.

Organising Chairs
Jordan Copeland
La Salle University,
Philadelphia, USA

Daniel Riha
Hub Leader (Cyber), Inter-Disciplinary.Net
Charles University,
Prague, Czech Republic

Rob Fisher
Network Founder and Network Leader
Inter-Disciplinary.Net,
Freeland, Oxfordshire, UK

The conference is part of the ‘Critical Issues’ programme of research projects. It aims to bring together people from different areas and interests to share ideas and explore various discussions which are innovative and exciting.

All papers accepted for and presented at this conference will be eligible for publication in an ISBN eBook. Selected papers maybe invited for development for publication in a themed hard copy volume(s) or for inclusion in a new Cyber journal (launching 2011).

Style Sheets
In preparing your papers, please pay strict attention to the following style sheets

28 July 2011 ·

Fãs/fandom

2011

AMARAL, Adriana, AMARAL, João Pedro W.“S2, S2”. Afetividade, identidade e mobilização nas estratégias de engajamento dos fãs através das mídias sociais pelo Happy Rock gaúcho.In: HERSCHMANN, M. (org). Comunicação, Indústria da Música e Desenvolvimento Local sustentável. SP: Estação das Letras. 2011. No Prelo.

CARLOS, Giovana. O(s) fã(s) da cultura pop japonesa e a prática de Scanlation no Brasil“. Dissertação de Mestrado. PPG Comunicação e Linguagens, UTP, Curitiba, 2011.

SANTOS, Julio Cezar Colbeich. A Brave New World: Formas atuais de distribuição de produtos comunicacionais através da comunidade Heroes Brasil. Dissertação (Mestrado em Ciências da Comunicação) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.2011

WALTENBERG, Lucas. Cultura da música na era digital: a reconfiguração da indústria fonográfica em tempos de participação. Dissertação de Mestrado. PPG Comunicação, UFF, Niterói. 2011.

2010

AMARAL, A. Práticas de Fansourcing. Estratégias de mobilização e curadoria musical nas plataformas musicais. In: SÁ, Simone (org). Rumos da Cultura da Música. Porto Alegre: Ed. Sulina, 2010

BAYM, Nancy. Personal connections in the Digital Age. Cambridge: Polity Press, 2010.

BOOTH, Paul. Digital Fandom – new media studies. New York: Peter Lang Publishing, 2010.

CAMPANELLA, Bruno Roberto. Perspectivas do cotidiano: um estudo sobre os fãs do programa Big Brother Brasil. Rio de Janeiro, Tese (Doutorado em Comunicação e Cultura) - UFRJ, 2010.

CURI, Pedro P. Fan films: da produção caseira a um cinema especializado. Dissertação de Mestrado, PPG UFF, Niterói. 2010.

MATOS, Patricia. Performance, Investimento Afetivo e Disputa Simbólica: a dinâmica da comunidade de fãs do grupo Backstreet Boys. Monografia de Conclusão de Curso em Comunicação Social: Habilitação em Radialismo. Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2010. Disponível em http://www.megaupload.com/?d=E475M9MW .

MONTEIRO, Camila. Bieber Mania: do youtube ao topo da Billboard, um estudo sobre os cyberfandoms do cantor Justin Bieber. Anais do XXXIII Congresso Brasileiro de Ciencias da Comunicação, 2010. Disponível em <http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2010/resumos/R5-1355-1.pdf>

MONTEIRO, Camila. Fandom: cultura participativa em busca de um ídolo. RevistaAnagrama, 2010. Disponível em <http://www.usp.br/anagrama/Monteiro_Fandom.pdf>

2009

AMARAL, A.  Fãs-usuários-produtores: uma análise das conexões musicais nas plataformas sociais MySpace e Last.fm. In: PERPETUO, Irineu F, SILVEIRA, Sergio A. O futuro da música após a morte do CD. São Paulo: Momento Editorial. Disponível em http://www.futurodamusica.com.br. pp. 91-106, 2009

BANDEIRA, Ana Paula. “Don’t tell me what I can’t do!”: as práticas de
consumo e participação dos fãs de Lost. Dissertação de Mestrado em
Comunicação Social - PUCRS, Fac. de Comunicação Social, 2009.
Disponível em: http://tede.pucrs.br/tde_busca/arquivo.php?codArquivo=2038

CARLOS, Giovana S. Mangá: o fenômeno comunicacional no Brasil. 2009. Disponível em: http://www.slideshare.net/Gio85/mang-o-fenmeno-comunicacional-no-brasil-giovana-s-carlos

CASTELLANO, Mayka. Reciclando o “lixo cultural”: uma análise sobre o consumo trash entre os jovens. Dissertação de Mestrado. RJ: UFRJ. 2009. Disponível em http://www.pos.eco.ufrj.br/publicacoes/mestrado/disserta_mreis_2009.zip

LUIZ, Lucio. Fan films e cultura participatória. Trabalho apresentado no XXXII Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, Curitiba, Paraná, 2009. Disponível em: <http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2009/resumos/R4-0106-1.pdf>. 

MATSUZAKI, Luciano Y. Internet, seriados e emissoras de televisão: práticas dos portais e das comunidades dos fãs. Dissertação de Mestrado. FCL. 2009.

ROCHA, Sérgio Luiz. Fanfics: a Intersecção entre Leitura, Escrita e Tecnologias de Comunicação. Trabalho apresentado no XXXII Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, Curitiba, PR, 2009. Disponível em: <http://www.intercom.org.br/papers/ nacionais/2009/resumos/R4-3604-1.pdf>.

SILVEIRA, Stefanie Carlan da. Resistência e participação: o conceito de subcultura e o estudo de fãs no atual contexto convergente. Anais do III Simpósio Nacional ABCiber, 2009.

2008

JENKINS, Henry. Cultura da convergência. São Paulo: Aleph, 2008

MIRANDA, Fabiana. Fandom: Um novo sistema literário digital. 2008. Disponível em: <http://www.hipertextus.net/volume3/Fabiana-Moes-MIRANDA.pdf>

2007

CAVICCHI, Daniel. “Loving Music – Listeners, entertainers, and the origins of music fandom in nineteenth-century America” pg: 235-249 em “Fandom: identities and communities in a mediated world”. Nova Iorque: New York University Press, 2007

FREIRE FILHO, João. Reinvenções da resistência juvenil: os estudos culturais e as micropolíticas do cotidiano. Rio de Janeiro: Mauad X, 2007

GRAY, Jonathan; CORNEL, Sandvoss and HARRINGTON, C. Lee. Fandom: identities and communities in a mediated world. New York: New York University Press, 2007

MONTEIRO, Tiago José Lemos. As práticas do fã: identidade, consumo e produção midiática. Dissertação de mestrado. Programa de Pós-graduação da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2007.

SCODARI, Christine. “Yoko in cyberspace with Beatles fans: gender and re-creation of popular mythology” pg 48-59 em “Fandom: identities and communities in a mediated world”. Nova Iorque: New York University Press, 2007

2006

COPPA, Francesca. “A brief history of media fandom” pg 41-60 em “Fan Fiction and fan communities in the Age of the internet”. Carolina do Norte: McFarland & Company, Inc. Publishers, 2006.

FREIRE FILHO, João et al. Apropriações indébitas? Uma análise do circuito cultural dos fan films. In (FREIRE-MEDEIROS, Bianca; VAZ da COSTA, Maria Helena Braga (orgs.). Imagens marginais, pg 163-182. Natal: EDUFRN, 2006.

JENKINS, Henry. Fans, bloggers and gamers: exploring participatory culture. Nova Iorque: New York University Press, 2006

STASI, Mafalda. “The thoy soldiers from leeds: the slash palimpsest” pg 115-133 em “Fan Fiction and fan communities in the Age of the internet”. Carolina do Norte: McFarland & Company, Inc. Publishers, 2006.

2005

BURY Rhiannon. Cyberspaces of their own: female fandoms online. New York: Peter lung Publishing, 2005.

MONTEIRO, Tiago José Lemos. Entre a Patologia e a Celebração: a questão do fã em uma perspectiva histórica. In: Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, 28., 2005. Rio de Janeiro. Anais.. São Paulo: Intercom, 2005. CD-ROM.

SANDVOSS, Cornel. Fans: the mirror of consuption. Cambridge: Polity, 2005.

2004

SÁ, Simone Pereira de. O que os fãs de Arquivo X podem nos revelar sobre a comunicação mediada por computador?. In: SÁ, Simone Pereira de; ENNE, Ana Lucia. (Org.). Prazeres Digitais: computadores, entretenimento e sociabilidade. Rio de Janeiro: E-Papers Serviços Editoriais Ltda, 2004, v. 1, pg 7-26

2003

AMARAL, A. Tão longe, tão perto: uma análise da imagem do U2 e da socialidade dos seus fãs gaúchos. In: BOCC - Biblioteca Online de Ciências da Comunicação, Portugal, 2003.

2002

AMARAL, A. (2002). Tão longe, tão perto. Uma análise da imagem do U2 e dos laços de socialidade dos seus fãs gaúchos via Internet. Dissertação de Mestrado defendida no Programa de Pós-graduação em Comunicação Social da PUCRS, 2002.

HILLS, Matt. Fan Cultures. Nova Iorque: Routledge, 2002. 

SÁ, Simone Pereira de. Fanfiction, comunidades virtuais e cultura das interfaces. In: INTERCOM, 25., 2002, Salvador. Anais do XXV Congresso Brasileiro das Ciências da Comunicação. São Paulo: Intercom, 2002. 1 CD-ROM. 

2001

BUSSE, Kristina & HELLEKSON, Karen. Introduction: work in progress. pg 5-32 em “Fan fiction and fan communities in the age of the internet”. North Carolina: McFarland, 2001.

2000

BAYM, Nancy. Tune in, log on: soaps, fandom, and online community. Thoousand Oaks, CA: Sage 2000.

1998

BAYM, Nancy. “Talking about soaps: Communicative practices in a computer-mediated fan culture” pg: 111-130 em “Theorizing Fandom: fans, subcultures and identity”. Nova Jersey: Hampton Press, 1998

MACDONALD, Andrea. “Uncertain Utopia: Science Fiction Media Fandom” pg: 131-152 em “Theorizing Fandom: fans, subcultures and identity”. Nova Jersey: Hampton Press, 1998

1992

BACON-SMITH, Camille. Enterprising Women: television fandom and the creation of popular myth. Philadelphia: University of Pennsylvania Press, 1992

FISKE, John. “The cultural Economy of fandom” pg 30-49 em “Adoring Audience: fan culture and popular media”. Nova Iorque: Routledge, Chapman and Hall, 1992

JENKINS, Henry. “Strangers no more, we sing”: Filking and the social construction of the science fiction fan community” pg: 208-236 em “Adoring Audience: fan culture and popular media”. Nova Iorque: Routledge, Chapman and Hall, 1992

JENKINS, Henry. Textual Poachers: television fans and participatory culture. Nova Iorque: Routledge, Chapman and Hall, 1992

JENSEN, Joli. “Fandom as Pathology: the consequences of characterization” pg 9-29 “Adoring Audience: fan culture and popular media”. Nova Iorque: Routledge, Chapman and Hall, 1992

LEWIS, Lisa A. Introduction. In: LEWIS, Lisa A. (org) Adoring audience: fan culture and popular media. Nova Iorque: Routledge, Chapman and Hall, 1992.

1989

FISKE, John. Understanding popular culture. Londres: Routledge, 1989.

1983

TULLOCH, John. Doctor Who: the unfolding text. Londres: St. Martin’s. 1983

22 July 2011 ·

About Us

Who?

Follow adriaramaral on Twitteradriaramaral
Follow camisfm on Twittercamisfm

Wait.. what?

A ideia inicial é reunir material e compartilhar artigos, teses, dissertações, monografias e livros cuja principal abordagem seja fandom/cyberfandom - grupo de fãs. Dicas e posts aleatórios sobre cultura pop podem surgir com alguma frequência. Comentários e reblogs são bem vindos.
Quem quiser indicar referências para publicar aqui, basta enviá-las via camilafrancomonteiro@gmail.com e/ou adriana.amaral08@gmail.com